Quem é o Anti Cristo?

O Anti-Cristo, sempre representou um ser malvado. Alguém que desenvolve suas tarefas na ausência do amor.

Para ele, a experiência reencarnatória é um absurdo, por isso pensa e estimula guerras e extermínios. O ódio é sua bandeira. O ciúme, seu escudo. O rancor, sua veste. A vingança, seu objetivo. A raiva, sua motivação. O desespero, sua meta. A imoralidade, seu triunfo. A intolerância, sua regra. A negação de Deus, sua alegria. O suicídio, sua coragem. O falso testemunho, seu delírio. A mentira, sua rotina. O Ego, seu grande aliado. O livre arbítrio, sua festa. 

Se, o Cristo é a representação do Bem, o Anti-Cristo, é a do Mal.

Então, quando praticamos o Bem, estamos em harmonia com o Cristo, quando o Mal, em harmonia com o Anti-Cristo.

Representamos, portanto, o Cristo e o Anti-Cristo ao mesmo tempo. Dividimos nossa vida em acertos e erros. Concluímos, então, que o Cristo e o Anti-Cristo coabitam dentro de nós.

Pois é chegada a hora de escolhermos à qual dos dois serviremos. Não há mais tempo de pactuarmos ora com o Bem, ora com o Mal. Os princípios éticos da Nova Era, não permitem que assim nos comportemos.

Neste momento de guerras e rumores de guerra, devemos renunciar ao Mal, em atitude e pensamento.

Adquirimos consciência que somos Soldados da Verdade, recusando-nos a pactuar com atitudes diferentes das que poderiam ser tomadas pelo Cristo. Esse é o termômetro: se quisermos saber o que devemos mudar em nós, basta comparar o que estamos fazendo com o que o Cristo faria se estivesse em nosso lugar. O resultado indica claramente o que devemos mudar. Só assim seremos Soldados da Verdade.

É mister lembrar que os Soldados da Verdade não representam País algum. Apenas, o amor sem fronteiras, o amor incondicional por todos os seres, o Amor Divino, pois eles são seres universais.

Os Soldados da Verdade não portam nenhuma bandeira religiosa; sabem que as religiões separam, enquanto a Verdade do Cristo, une.

Estes Soldados são conhecidos também como os Guerreiros da Virtude. Não acreditam na superioridade racial, nem sequer que a Virtude se alcança pela cultura, pela nobreza, pelo valor de seu dízimo, pela posição social, por seus dogmas e crenças doutrinárias. Não induzem ao ódio, nem à mentira, nem aos desafetos. Vivem em harmonia com seu Cristo Interior. 

A injustiça, a violência, a guerra, a fome, a miséria, a doença e a desonestidade, são a manifestação clara do Anti-Cristo, do homem que não deixou que o Deus, dentro dele, novamente desabroche o perfume que lhe é dado compartilhar com seu irmão.

Isto é tudo quanto me é permitido divulgar neste momento.

Esta informação alcançará quem deve ser alcançado.

Eu Sou ãcãrya.

Eu Sou Mitra.